Índice de Maturidade Tecnológica

TECHNOLOGY MASTER PLAN

Objetivo

O objetivo do IMT é estruturar os investimentos e fomentar o uso das tecnologias pertinentes a Indústria 4.0 a curto e longo prazo.

Isso acontece através do seu mecanismo sistêmico que mapeia o cenário atual e apresenta a maturidade tecnológica do processo de acordo com 6 pilares da Indústria 4.0, mostrando de forma clara e objetiva esses resultados através de indicadores. Esses resultados geram uma base de dados ao grupo de trabalho que a utiliza para criação de projetos que atendam as expectativas do nosso cliente referente a evolução tecnológica e digital.

Pilares do IMT

Aplicando uma projeção do IMT sobre a área de a ser analisada, é possível identificar se as tecnologias aplicadas oferecem os benefícios esperados desta etapa e qual o cenário atual. Sendo assim, cada etapa pode ser medida de acordo com o resultado desta projeção.

Digitalização

1. Informatização

Informatização é a primeira etapa no caminho do desenvolvimento. Nesta etapa é considerada a utilização de sistemas informatizados isolados para executar as tarefas da área. A informatização oferece alguns benefícios, tais como baixos custo de fabricação com padrões mais elevados e com maior grau de precisão.

2. Conectividade

Nesta etapa é considerada a capacidade de acesso aos dados gerados pelos sistemas informatizados, ou seja, já é considerado que estes sistemas estejam conectados entre si através de redes industriais.

Alguns benefícios da conectividade entre sistemas informatizados é a possibilidade de coleta de dados para um sistema MES ou a possibilidade de diagnóstico via acesso remoto por exemplo.

Indústria 4.0

3. Visibilidade

Visibilidade é a capacidade de agregar e visualizar os dados gerados pelos sistemas informatizados, nesta etapa já é utilizado o conceito de “sombra digital”.

A “sombra digital” é o espelhamento do ambiente físico em um ambiente digital através da coleta e armazenamento de dados. O acesso a estas informações somado a possibilidade de cruzamento de informações estabelece o conceito de visibilidade.

4. Transparência

A etapa de transparência corresponde a capacidade de análise autônoma dos dados coletados, tendo como resultado a transformação dos dados da “sombra digital” em informações relevantes.

5. Capacidade Preditiva

Nesta etapa é considerada a capacidade efetuar simulações futuras em diferentes cenários, e com isso poder identificar qual é o cenário mais provável, ou seja, projetar a “sombra digital” em diversos cenários futuros e a partir dessas simulações identificar qual cenário é o mais provável, tendo como resultado a capacidade de antecipar o futuro e assim poder implementar medidas mais apropriadas.

6. Adaptabilidade

A etapa da adaptabilidade considera a capacidade de usar dados da “sombra digital” para tomar decisões que tenham os melhores resultados no menor tempo possível, e implementar as medidas correspondentes automaticamente.

Pesquisa

Em caráter de sondagem cultural tecnológica, a Nordika sugere a execução de uma pesquisa com o objetivo de coletar dados nas áreas produtivas e áreas de apoio com o intuito de levantar todas as informações que indicam os diversos pontos de vista com relação a implementação de novas tecnologias, bem como identificar o nível de familiarização das áreas com as tecnologias de manufatura avançada.

A realização desta pesquisa permite que os colaboradores interajam com os consultores da Nordika e exponham os seus pontos de vista sobre este tema. Esta pesquisa fornece dados importantes sobre a cultura tecnológica dentro do site para o time de gestão. Normalmente utilizado no planejamento de capacitação e disseminação da cultura de inovação.

Aplicação do template – Benefícios

  • A aplicação do template permite efetuar o mapeamento tecnológico das áreas sobre o ponto de vista da indústria 4.0
  • Mapeamento de oportunidades
  • Estruturação de uma metodologia para a adequação a indústria 4.0
  • Base de dados para o roadmap

Roadmap

O Roadmap Tecnológico é uma metodologia que viabiliza o planejamento estratégico de tecnologia e inovação, de curto, médio e longo prazos, relacionando os objetivos de negócio com a evolução de produtos/ serviços/ processos, e destes com o desenvolvimento e adoção de tecnologias, bem como com os recursos e as competências internas e de fornecedores que serão necessárias.